Foi do género, "cada tiro, cada melro", "cada cavadela, cada minhoca". Certo é que Pete Hegseth, comentador, apresentador, entrevistador da televisão norte-americana Fox News, voltou a dizer das suas, desta vez considerando que os germes são pura invenção. Razão pela qual, "não lava as mãos há uns dez anos".

A bojarda do antigo militar e candidato republicano, tornado comentador político e de assuntos de defesa, foi para o ar no programa matinal "Fox & Friends", precisamente um dos mais apreciados pelo presidente norte-americano Donald Trump.

O programa da conservadora estação de televisão Fox News é normalmente acusado de dar tempo de antena a teorias que beneficiam a agenda da Casa Branca, por exemplo, falando do aquecimento global em dias de muito frio, negando os alertas da ciência.

Há dois dias, a conversa passava por algo menos científico, a saber, se era indicado comer uma pizza da véspera que tivesse ficado fora do frigorífico. Sem papas na língua, assumindo que "diz no ar, o mesmo que diz fora" do ecrã, Pete Hegseth cortou a direito.

Eu não lavo as minhas mãos aí há uns dez anos. Aliás, nunca lavo as mãos", afirmou a estrela da TV, acrescentando, sobre os germes, que "se não os vejo, logo eles não existem".

"Tão justiceiros"

Após a emissão, Pete Hegseth fez questão de se justificar, apoiando-se mesmo em Donald Trump.

Parafraseando o presidente, há uma hora: os media são tão justiceiros e raivosos. Soltem-se e divirtam-se. O país está indo bem (assim como minha saúde!) p.s. Também sou por beber água de mangueiras do jardim e andar de bicicleta sem capacete. Indício de indignação", escreveu o apresentador na rede Twitter.

Pete Hegseth acabou por justificar a tirada que voltou a pô-lo nas bocas do mundo como uma simples graçola. De forma que, até acabou por publicar na sua conta no Twitter, uma reprimenda da mãe, diretamente do Minnesota.

Pete, é a mãe, aqui no Minnesota. Ouvi por aí que não tens lavado as mãos. Filho, não é boa ideia! Está na altura de recomeçares a fazer o que te ensinámos. Apenas, uma ideia, Adoro-te."