São convidadas indesejadas e as autoridades norte-americanas estão a tomar medidas extraordinárias para combater o problema. Cinco mil pítons birmanesas foram removidas do Parque Nacional de Everglades, na Florida, nos Estados Unidos.

De acordo com a Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Florida, há anos que a praga de serpentes píton ameaça a fauna local daquele estado.

“Cada píton eliminada representa centenas de animais selvagens nativos da Florida salvos”, disse um membro da comissão, citado pela CNN.

“A Florida está agora a fazer, mais do que nunca, tudo o que é possível para eliminar as pítons de Everglades e proteger o ecossistema para as próximas gerações”, acrescentou.

As autoridades acreditam que cobras eram - inicialmente - animais de estimação, que depois escaparam ou foram libertadas, e isso foi causando um problema ao longo dos anos.

O estado lembra que é proibido libertar espécies não-nativas para a natureza.

Lara Ferin