Chama-se New Kim, tem dois anos e bateu o recorde da pomba-correio mais cara do mundo, depois de ter sido vendida num leilão na Bélgica por 1,6 milhões de euros.

De acordo com a agência de notícias Associated Press, Kim foi colocada em leilão por apenas 200 euros, mas acabou por ser comprada por um fã de corridas de pombos chinês no passado domingo. Gaston Van de Wouwer, o criador de 76 anos, ficou "em choque"

O último recorde nesta categoria pertencia a Armando, um pombo considerado o "Lewis Hamilton dos pombos", que foi vendido no ano passado por 1,25 milhões de euros. Uma clara homenagem ao piloto britânico de Fórmula 1 que, no domingo, se tornou campeão do mundo pela sétima vez, igualando, assim, o recorde de Michael Schumacher.

New Kim ganhou várias competições - entre elas, corridas nacionais de meia distância -, mas, entretanto, já se aposentou. No entanto, os pombos-correio podem continuar a ter filhos até aos 10 anos, daí a venda destes animais em leilões ter ganho outras proporções.

Estes preços recorde são inacreditáveis, porque se trata de uma fêmea (...) Normalmente, um macho vale muito mais do que uma fêmea, porque pode produzir mais descendentes", disse Nikolaas Gyselbrecht, CEO e fundador da casa de leilões Pigeon Paradise (PIPA), à Reuters. 

Espera-se, agora, que os comprados de New Kim e Armando os usem para reprodução, uma vez que a idade média destes pássaros ronda os 15 anos. O objetivo é que criar outros pombos-correio com a mesma genética. 

A criação de pombos chegou a ser considerado um passatempo na Europa Ocidental. No entanto, ganhou agora um novo rumo e os melhores criadores podem vender as suas aves por valores nunca antes vistos. Na maior parte das vezes, o destino é a China, onde as corridas de pombos têm margens de lucro grandes.

Cláudia Évora