Um vídeo em que se pode ver um grupo de jovens no ponto mais alto do vulcão Popocatépetl, no México, levou a Proteção Civil local a lançar um alerta para que as pessoas respeitem a zona de restrição de 12 quilómetros.

De acordo com Helisut Cordova, jornalista do jornal local de Puebla, o Informativo 101, o vídeo foi filmado pouco depois de uma explosão e ainda é possível ver as fumarolas a sair da cratera do "Don Goyo". Nas imagens veem-se ainda os jovens sem qualquer tipo de proteções para os gazes e para as cinzas que o vulcão expelia.

Tudo aconteceu depois deste grupo ter desrespeitado o "arco do triunfo" colocado pelas autoridades e que proíbe estritamente que se suba à montanha a partir desse ponto. Até porque, de acordo com a Protecção Civil o vulcão está em alerta amarelo.

Perante o vídeo e a imprudência dos jovens que se filmaram no topo do vulcão, as autoridades voltaram a reforçar os avisos e a lembrar do porquê que ninguém deve aproximar-se do Popocatépetl. Segundo a Proteção Civil, os jovens foram identificados e vão ser interrogados, já que a sua atitude pode incentivar mais pessoas a imitar a perigosa aventura.