Uma mulher poderá ter sobrevivido ao ataque de Manchester graças ao telemóvel. Lisa Bridgett, de Gwynedd, País de Gales, estava na arena de Manchester, no concerto da cantora Ariana Grande, com a filha e uma amiga desta, quando o atentado aconteceu.

A mulher estava ao telemóvel quando foi atingida por uma peça de metal. Segundo o marido, Steve Bridgett, que contou toda a história no Facebook, o telemóvel salvou a vida de Lisa.

O projétil atingiu primeiro um dos seus dedos, depois o telemóvel e, por último, o nariz. Ora, segundo Steve, foi por causa do impacto da peça no telemóvel que esta perdeu velocidade e desviou-se. Caso isto não tivesse acontecido, os ferimentos poderiam ter sido mais graves. 

Segundo o marido, Lisa sofreu várias lesões: perdeu o dedo médio da mão esquerda, fraturou um tornozelo por causa dos estilhaços da bomba e ficou com uma grande ferida na coxa. 

A mulher encontra-se no hospital a recuperar, de acordo com a BBC. O seu estado é estável e espera-se uma recuperação total.  

Lisa e Steve pretendem agradecer à polícia, ao hospital e aos funcionários da arena de Manchester, em particular a um homem chamado Peter, por terem “ajudado Lisa a sair [da arena] e a colocá-la em segurança”.