Donald Trump toma posse esta sexta-feira. É a cerimónia oficial da entrada do presidente eleito dos Estados Unidos na Casa Branca. O momento é sempre marcado com uma cerimónia estrondosa e atuações de grandes nomes da música. Ou pelo menos, era até agora.

Muitos foram os artistas que recusaram o convite de Donald Trump para atuarem na cerimónia. Comparar quem esteve presente na cerimónia de posse de Barack Obama, em 2009, e os que vão estar esta sexta-feira, presentes em Washington, na posse de Trump, é um retrato da divisão do país e da chegada oficial ao poder do presidente com a menor popularidade de sempre.

Trump vai abrir com o convidado DJ RaviDrums. Obama começou com Bruce Springsteen.

Pelo meio, na posse de Trump, vão atuar o cantor de soul Sam Moore, a Guarda do Exército dos Estados Unidos e o artista country Lee Greenwood. Na posse de Obama, marcaram presença Mary J. Blige, Jon Bon Jovi, James Taylor, John Legend, Josh Groban e Sheryl Crow. 

Pelo palco de Donald Trump vai também passar Jon Voight, pai de Angelina Jolie e, de novo, DJ RaviDrums. Ao lado de Barack Obama estiveram Denzel Washington, Jamie Foxx, Steve Carell e Samuel L. Jackson.

O maior nome apresentado por Trump são os 3 Doors Down. Vão também atuar o grupo de pais que se tornou famoso no Youtube, The Piano Guys. O encerramento vai ter a voz de Toby Keith.

No final da cerimónia, Barack Obama conseguiu reunir Will.I.Am, Usher, Stevie Wonder e os U2. Fechou com Beyoncé.
 

Redação / PP