Um prédio de cinco andares desabou na cidade de Mahad, no estado indiano de Maharashtra. As autoridades temem que, pelo menos, 70 pessoas estejam soterradas.

Segundo adiantou o ministro de Maharashtra, Aditi S Tatkare, até ao momento, 15 pessoas foram retiradas com vida dos escombros.

Para já, 15 pessoas foram resgatadas com vida e foram transportadas para o hospital”, acrescentou a polícia de Mahab (120 quilómetros a sul de Mumbai), num comunicado, não adiantando pormenores sobre eventuais vítimas mortais.

O edifício residencial, situado na zona de Kajalpura, tinha cerca de 45 apartamentos onde viviam cerca de 100 pessoas. O prédio, que tinha cerca de 10 anos, desabou por volta das 19h (hora local)", disse um dos agentes da Polícia de Raigad.

No local estão várias equipas de resgate com equipamentos especializados que tentam procurar sobreviventes debaixo dos escombros.As causas do incidente estão ainda por apurar, embora o desmoronamento de edifícios seja comum na Índia durante a época das monções (de junho a setembro).

As chuvas torrenciais afetam as fundações dos edifícios, deixando-os fragilizados.

As imagens mostradas por cadeias de televisão locais mostram a polícia e habitantes locais a procurar nos escombros por sobreviventes.

O imóvel demorou dez anos a ser construído em fundações “instáveis”, declarou à cadeia de televisão TV9 Marathi, um antigo deputado de Mahad, Manik Motiram Jagtap.

[O edifício] desmoronou-se como um baralho de cartas. Foi assustador”, sublinhou.

As monções desempenham um papel capital no sul da Ásia, mas provocam também numerosas mortes e semeiam a destruição em grande escala, entre inundações e desmoronamentos de edifícios.

Desde o início do ano, as monções provocaram a morte a cerca de 1.200 pessoas, mais de 800 delas só na Índia.

  
Lara Ferin . / ATUALIZADO ÀS 19:15