Devido à falta de turistas decorrente das restrições da pandemia, os macacos em Bali, na Indonésia, viram-se privados dos seus alimentos favoritos: bananas e amendoins. O que está a fazer com que os animais invadam as casas dos moradores, à procura de comida.

Os habitantes de Sangeh receiam que os macacos comecem a ficar selvagens e que ataquem a localidade. Para prevenir que isso aconteça, os residentes têm levado fruta, amendoins e outros alimentos para o santuário onde os macacos vivem, na tentativa de os afastar da povoação.

Temos medo que os macacos esfomeados se tornem selvagens e cruéis", afirmou o morador Saskara Gustu Alit, citado pela Associated Press.

Antes da pandemia, o santuário, onde vivem cerca de 600 macacos, era um local bastante visitado, tanto por residentes, como por turistas internacionais.

O turismo é a principal fonte de rendimento para os residentes de Bali, que acolhiam, antes da pandemia, anualmente, mais de cinco milhões de estrangeiros.

O santuário tinha normalmente cerca de seis mil visitantes por mês, mas esse número caiu para cerca de 500. Para além disso, os gerentes do local começaram a ficar sem dinheiro para comprar comida aos primatas.

Esta prolongada pandemia está além das nossas expectativas, a comida para macacos tornou-se um problema", expressou o gerente de operações Made Mohon.

Eles precisam de interagir com os humanos o mais frequentemente possível, para que não fiquem selvagens", acrescentou.

Redação / IC