Um cão ajudou o dono a sobreviver durante sete noites geladas, nos Alpes italianos, depois do homem ter caído e partido o tornozelo numa zona remota das montanhas.

Sem comida e sem água, o homem apontou o seu fiel companheiro como o principal motivo para ainda estar vivo.  “Ele ajudou-me a sobreviver”, afirmou o homem de 33 anos resgatado esta quinta-feira, depois de ter sido visto deitado perto de um pequeno riacho, nas montanhas a norte de Udine, no nordeste italiano.

De acordo com a televisão britânica BBC, o homem, que quis manter o anonimato, é habitante da cidade de Trieste, e tinha começado a caminhada uns dias antes, passando as noites em várias cabanas nas montanhas e abrigos improvisados. Algo que fazia todos os anos na companhia do seu animal de estimação.

Durante parte do percurso, caiu e partiu o tornozelo perto de uma área conhecido como Vale Venzonassa, onde a rede de telemóvel é inexistente.

Altamente incapacitado, o homem conseguiu arrastar-se até perto de um riacho, onde conseguiu beber alguma água, sempre na companhia do sei cão, que nunca o abandonou.

O alerta foi dado pela sua namorada, na segunda-feira, depois de não ter voltado dentro do tempo previsto.

Equipas do Serviço de Resgate da Montanha de Friuli (CNSAS) iniciaram imediatamente as operações de resgate, tendo sido avistado dias depois, no chão coberto de folhas com o seu cobertor térmico por perto.

Chegados ao local a equipa de resgate encontro o homem consciente, mas com ferimentos graves, tendo sido imediatamente transferido para um hospital.

Quanto ao seu cão, ficou a ser tratado pela equipa de resgate.