Uma professora foi apanhada a proferir comentários racistas sobre um aluno negro e a sua família na Califórnia. Tudo aconteceu depois de uma chamada de Zoom entre a professora, o aluno e a mãe deste.

Achando que tinha desligado a chamada, a professora foi gravada a dizer que o aluno tinha aprendido a mentir e a inventar desculpas, dizendo que os pais do estudante não prestavam, acrescentando que "isto é o que as pessoas negras fazem". Estas declarações foram divulgadas pelo advogado da mãe, que já encetou um processo judicial.

Katura Stokes, mãe do estudante, vai pedir à escola uma indemnização por danos emocionais, difamação, negligência e discriminação.

A criança, que anda no sexto ano, tem sentido dificuldades desde que a sua escola mudou o regime de aulas para ensino à distância. O objetivo da chamada, realizada em janeiro, era precisamente ajudar o jovem de 12 anos a adaptar-se ao ensino online.

Segundo o processo, a que a CNN teve acesso, a professora esteve cerca de 30 minutos a falar com alguém, dizendo mal da família da criança.

Com medo que ninguém acreditasse, Katura Stokes decidiu gravar as imagens.

Embora a escola não tenha confirmado a entidade da professora, os meios de comunicação norte-americanos afirmam que se trata de Kimberly Newman, professora de ciências.

António Guimarães