Duas mulheres negras avançaram com um processo contra quatro polícias em Indianápolis, no estado norte-americano do Indiana, por uso excessivo da força.

Tudo aconteceu no mês passado, durante uma manifestação pela morte de George Floyd, onde as duas alegam que os agentes usaram bastões para as intimidar e recorreram ao uso de gás pimenta.

Ivoré Westfield e Rachel Harding, ambas moradoras no condado de Marion, avançaram com a queixa num tribunal local e agora, os quatro oficiais vão estar sentados no banco dos réus. Os seus nomes não foram divulgados.

  

Segundo o processo, as mulheres querem ser indemnizadas pelo incidente, ao mesmo tempo que querem ser ressarcidas pelas despesas que têm tido com o caso.

Westfield e Harding foram detidas no final de maio, no centro de Indianópolis, por terem violado o recolher obrigatório, mas dizem que foram “passivas e que colaboraram com a polícia”.

Uma investigação está em curso para verificar se a atuação da polícia foi, ou não, “razoável”.

Lara Ferin