Vários polícias franceses foram esta quinta-feira suspensos, após ter sido divulgado um vídeo dos agentes a agredir um homem negro em Paris.

A suspensões foram decretadas pelo próprio ministro do Interior, Gérald Darmanin, depois das imagens de uma câmara de segurança terem sido publicadas no site Loopsider, avança a CNN.

Nas imagens, registadas sábado, é possível ver a vítima, Michel Zecler, a ser espancada pelos agentes da polícia.

Estas imagens são indescritíveis. São extremamente chocantes e assim que tive conhecimento das mesmas, e do que aconteceu, pedi a suspensão dos agentes", disse o ministro, em declarações aos jornalistas.

Gérald Darmanin adiantou ainda que vai pedir a demissão dos agentes em causa, assim que os factos sejam confirmados pela justiça.

O Loopsider divulgou, entretanto, uma entrevista a um homem com ferimentos na face (que optou permanecer no anonimato) e que alega ser a vítima das agressões.

Naquele momento estava aterrorizado. Pensei que seria o meu último dia com vida e não sabia porquê", contou o homem.

De acordo com a agência Reuters, o homem contou à imprensa que estaria a caminhar nos arredores de casa sem máscara, desrespeitando as regras francesas. A vítima disse ainda que teria entrado no apartamento quando viu os agentes da polícia, para evitar ser multado.

O homem alega ter sido agredido fisicamente e vítima de racismo pela polícia.

A polícia municipal parisiense adiantou, em comunicado, que o incidente está sob investigação e pediu a suspensão dos agentes ao diretor nacional da polícia, "por precaução".

O incidente acontece no seguimento de protestos contra a violência policial em França e dias depois de ter surgido outro vídeo com agressões.

Rafaela Laja