A Rainha de Inglaterra disse estar “irritada” com a falta de progresso na luta contra as alterações climáticas em antecipação à cimeira COP26, em Glasgow.

Durante a abertura do parlamento do País de Gales, em Cardiff, a monarca de 95 anos foi ouvida, durante uma conversa com a Duquesa da Cornualha e Elin Jones, a presidente do Senadd, a criticar aqueles que "falam, mas não fazem".

Numa gravação obtida pela imprensa britânica, a Rainha é ouvida a dizer, primeiramente, que ainda não sabe quem virá à Cimeira e, depois, reitera que é "irritante" quando "falam, mas não falam".

Em resposta a estas gravações, o secretário de transportes, Grant Shapps, disse à Sky News que "comentários feitos em privado devem permanecer privados".

Mas todos nós compartilhamos o desejo de ver progresso feito e sabemos que centenas de líderes virão a Glasgow para a COP”, disse o governante, sublinhando que o melhor a fazer é esperar para ver se as expectativas corresponderão à realidade. "Não acho que os comentários da Rainha fossem construídos para serem transmitidos ao público", concluiu.

As afirmações da Rainha Isabel II surgem depois de o príncipe William ter aparecido num episódio do podcast Newscast da BBC a criticar a atual corrida espacial entre milionários, como Bezos e Elon Musk.

O que nós precisamos”, assevera William na entrevista, “é dos maiores cérebros e mentes deste mundo concentrados em tentar consertar o planeta, não em tentar encontrar o próximo lugar para ir e viver”.

A tensão cresce de tom no Palácio de Buckingham, numa altura em que vários líderes mundiais ainda não confirmaram se irão a Glasgow participar nas negociações com vista a intensificar o combate às alterações climáticas - programadas para começar a 31 de outubro.

Xi Jinping, presidente da China e Jair Bolsonaro, presidente do Brasil, recusaram-se a esclarecer se vêem. Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, confirmou que comparecerá depois de não ter a certeza devido à pandemia de Covid-19.

Vladimir Putin está atualmente na lista de não participantes, embora tenha sugerido que pode convocar um enviado para participar na Cimeira do Clima.