A Rainha Isabel II anunciou que apoia "inteiramente" a decisão dos duques de Sussex de "recuar" nos seus papéis como membros seniores da família real. O comunicado foi divulgado após uma reunião - apelidada de Cimeira de Sandringham pela imprensa britânica - que contou com a presença do príncipe Carlos, do príncipe William e do príncipe Harry.

“A minha família e eu apoiamos inteiramente o desejo do Harry e a Meghan de construir uma nova vida como uma jovem família”, lê-se no comunicado.

No mesmo comunicado, a monarca confessa que a família real preferia que os duques "permanecessem a trabalhar a tempo inteiro como membros" da 'Firma', mas garante que entendem "o seu desejo de viverem de forma mais independente como família".

"Continuam a ser uma parte importante da minha família", acrescenta.

A rainha Isabel II revela ainda que "Harry e Meghan deixaram claro que não querem depender dos fundos públicos nas suas novas vida" e que "ficou acordado que haverá um período de transição em que os duques de Sussex vão dividir o seu tempo entre o Canadá e o Reino Unido".

O comunicado termina lembrando que "estes são assuntos complexos para a família resolver, há ainda trabalho a ser feito, e as conclusões finais vão ser conhecidas nos próximos dias".

Na passada quarta-feira, Harry e a mulher anunciaram a intenção de “recuar” dos deveres enquanto membros seniores da família real do Reino Unido, para se tornarem “financeiramente independentes”, tendo o Palácio de Buckingham dito que essas são questões "complicadas".

Depois de muitos meses de reflexão e discussões internas, decidimos fazer uma transição este ano para começarmos a construir um novo papel progressivo nesta instituição. Queremos recuar enquanto membros seniores da família real [do Reino Unido] e trabalhar para nos tornarmos financeiramente independentes”, declararam os duques de Sussex, numa publicação feita através da conta do casal na rede social Instagram.