O polémico apresentador britânico Piers Morgan acusou Harry e Meghan de planearem uma "campanha deliberada e maliciosa" contra a família real britânica. 

Numa publicação na rede social Instagram, o apresentador disse ainda que os duques de Sussex querem pintar a monarquia como "um bando de racistas sem coração".  

Existe uma campanha muito deliberada e maliciosa que está a ser perpetuada pelos duques de Sussex para manchar, difamar e destruir o Reino Unido, a nossa monarquia e fazer da Família Real um bando de racistas sem coração. É nojento. É hora de defende a nossa Rainha".

 

 

Estas acusações surgem depois da grande polémica à volta da entrevista que Harry e Meghan deram à Oprah, na qual a duquesa admitiu ter tido pensamentos suicidas enquanto vivia com a família real britânica e que não recebeu qualquer apoio psicológico, mas também da preocupação demonstrada por parte de alguns membros da família sobre quão escura poderia ser a cor da pele do filho Archie quando este nascesse.

VEJA TAMBÉM:

Recorde-se que Piers Morgan abandonou o programa Good Morning Britain ao fim de seis anos. Ao ser confrontado pelo pivot de meterologia, Alex Beresford, pela constante difamação à duquesa de Sussex, Morgan levantou-se e abandonou o estúdio em direto.

Mais tarde, numa publicação no Twitter, o apresentador de 55 anos escreveu: 

Disse que não acreditava nas palavras de Meghan Markle em entrevista à Oprah. Tive tempo para refletir na minha opinião e continuo a não acreditar. Se vocês acreditam, tudo bem".
 

Cláudia Évora