ACTUALIZADA ÀS 19h00

O presidente do Sudão, Omar Hassan al-Bashir, aceitou o resultado do referendo realizado no Sul do país que ditou a separação desta região do resto do país.

O «sim» obteve uma esmagadora vitória com 98,83 por cento dos votos.

«Os resultados finais do referendo são conhecidos e ditam a secessão e vou respeitar o resultado final», disse al-Bashir aos jornalistas em Cartum, segundo cita a agência Reuters.

O presidente salientou ainda: «Hoje vou anunciar em frente ao mundo inteiro a nossa aceitação e respeito pela escolha do povo do Sul».

De acordo com a Reuters, a declaração da independência do Sul do Sudão poderá acontecer a 9 de Julho e deverá receber o reconhecimento dos EUA, da União Europeia assim como da União Africana.

A realização deste referendo, que decorreu ao longo de uma semana em Janeiro, estava prevista nos acordos de paz assinados em 2005, após duas décadas de guerra civil.

A região do Sul, onde maior parte da população é cristã, representa cerca de um quarto do maior país africano.
Redação