Boris Johnson quer perder peso em 2020, mas seguir uma dieta vegana, como lhe terá sugerido a companheira, não é opção para o primeiro-ministro britânico, segundo disse o próprio em entrevista à BBC Breakfast, nesta terça-feira.

Não, não sou vegano. Pensei nisso, mas requer demasiada concentração", afirmou o governante.

A dieta de Boris Johnson, que foi entrevistado pelo programa informativo matinal da BBC, na sua residência oficial, em Downing Street, não foi o motivo da entrevista. A perda de peso foi, aliás, o remate da conversa, já depois de ter falado de assuntos mais sérios, como a situação no Irão ou o Brexit.

Mas ainda sobre a dieta, o chefe do governo britânico considerou mesmo que o veganismo é "um crime contra os amantes do queijo".

Tiro o chapéu aos veganos, que conseguem aguentar a dieta e evitar tudo o que não é vegano. Quer dizer, não se pode comer queijo quando se é vegano? É um crime contra os amantes do queijo."

Nas redes sociais seguiram-se as críticas, com alguns utilizadores a lembrarem Boris Johnson que ser primeiro-ministro do Reino Unido também exige concentração.

/ AMA