Num hospital de Margate, no sudeste de Inglaterra, está Karen Mannering, uma mulher de 39 anos, mãe de três filhos e à espera de um quarto, também infetada com o coronavírus. Karen gravou um vídeo, afirmando que está a lutar por si e pelo bebé e apelando britânicos para não saírem de casa.

Tenho pneumonia nos dois pulmões. Estou a lutar por mim e pelo bebé. Não vale a pena saírem de casa.”

Mas este não é um caso isolado de um apelo público no país. Tara Jane Langston também gravou uma mensagem através do telemóvel, desta feita numa Unidade de Cuidados Intensivos de Londres. Era para ser um aviso apenas para os colegas de trabalho, mas acabou por correr o mundo.

 Se alguém está a pensar correr riscos, que olhe para mim. Estou na unidade de cuidados intensivos. Não consigo respirar sem isto."

Tara tem 39 anos, é casada, e mãe de duas filhas. Foi levada para um hospital de Londres este mês. Passou lá nove dias. Três deles nos cuidados intensivos.

Num vídeo posterior, mas ainda no hospital a britânica deu conta da sua evolução.

Estou agora dez vezes melhor do que o que estava .Se alguém ainda fumar que ponha os cigarros de lado porque estou a dizer-vos: vão precisar do raio dos pulmões”

 A britânica já teve alta, mas garante que chegou a pensar que não iria resistir à doença.

Eu pensei mesmo que iria morrer”, afirmou numa entrevista já em casa.

Com o número de infeções e mortes a subirem, o governo do Rerino Unido anunciou novas regras de combate à pandemia esta semana.

Agora, os britânicos devem apenas sair casa para comprar comida, medicamentos ou por razões de saúde ou trabalho.

Mas mesmo assim, há quem continue a não respeitar as regras de isolamento social.

O número de mortes de pessoas infetadas por Covid-19 no Reino Unido aumentou em mais de 100 num único dia, para 578, anunciou esta quinta-feira o Ministério da Saúde britânico. 

No balanço publicado esta quinta-feira, indicou a existência de 11.658 casos positivos entre 104.866 pessoas testadas à Covid-19, tendo 578 dos infetados morrido, mais 115 do que os 463 óbitos declarados na véspera.

Hugo Beleza