A recém-coroada Miss Inglaterra, Bhasha Mukherjee, voltou a exercer a profissão de médica para ajudar no combate à pandemia de Covid-19.

Bhasha Mukherjee, coroada em 2019, fez uma pausa na carreira como médica júnior, depois de competir no concurso Miss Mundo, em dezembro do mesmo ano. Agora, regressou ao Reino Unido depois de ter viajado para fazer voluntariado no estrangeiro.

A Miss Inglaterra tinha sido convidada para ser embaixadora de várias instituições de solidariedade e ponderava concentrar-se no trabalho humanitário até agosto deste ano. 

Fui convidada para ir a África, Turquia, depois para a Índia, Paquistão e vários outros países asiáticos para ser embaixadora de vários trabalhos de caridade", contou Bhasha à CNN.

Mas foi quando a pandemia de coronavírus piorou no país natal, o Reino Unido, que Bhasha Mukherjee recebeu apelos de ex-colegas do hospital onde trabalhou, o Pilgrim Hospital, a leste da Inglaterra, sobre o quão difícil estaria a ser a situação.

Foi aí que a Miss Inglaterra entrou em contato com a administração do hospital, para informar que queria voltar ao trabalho.

Bhasha contou que "parecia errado" usar a coroa de Miss Inglaterra, mesmo para trabalhos humanitários, enquanto pessoas em todo o mundo morriam de coronavírus.

Quando estás a fazer todo este trabalho humanitário no estrangeiro, ainda é esperado que coloques a coroa, que te arranjes, fiques bonita...Eu queria voltar para casa. Queria vir e ir direta para o trabalho", disse a Miss Inglaterra.

Bhasha Mukherjee está em auto-isolamento domiciliário, durante uma a duas semanas, até que possa voltar a trabalhar como médica no Pilgrim Hospital. A jovem é especialista em medicina respiratória, mas disse que os médicos estão a ser encaminhados para onde são necessários.

Na segunda-feira, o Reino Unido registou mais de 48.000 casos do novo coronavírus e quase 5.000 mortes, segundo dados da Universidade Johns Hopkins.

/ RL