O estafeta Perry Ryan estava a entregar uma encomenda da Hermes em Waterlooville, Hampshire, no Reino Unido, quando ouviu "gritos horríveis que pareciam de  alguém estava a ser assassinado". Perry descobriu que se tratava de uma mulher a dar à luz sozinha e não hesitou em ajudá-la.

"A sra. Shoker não falava inglês muito bem, mas percebi que ela estava a dizer 'baby, baby, baby'", contou mais tarde o estafeta de 29 anos. "Quando percebi o que estava a acontecer, gritei pela caixa do correio e liguei para o 999 [número de emergência no Reino Unido]. Estava tentar mantê-la calma e a tranquilizá-la."

Khan Shoker, de 30 anos, estava sozinha em casa quando as águas rebentaram e começou a sentir contrações muitos dolorosas.

Ryan falou com  a parteira ao telefone ia passando as instruções à mulher. "Não fazia ideia do que estava a fazer", admitiu.

Poucos minutos depois, chegou o marido de Khan Shoker, apressado, após ter recebido um telefonema da mulher. Abriu a porta de casa mesmo a tempo de assistir ao nascimento da sua filha, Bella. Os dois homens fizeram o melhor que conseguiram para ajudar a mulher.

Ele também não falava inglês muito bem, mas comecei a orientá-lo a partir das instruções que recebia ao telefone. Não sei o que teria acontecido se as coisas começassem a correr mal, nenhum de nós sabia o que estava a fazer", explicou o estafeta. "Eu estava a tremer. O que aconteceu foi uma loucura. Quando tudo terminou, tive de me sentar durante cinco minutos."

A bebé foi depois levada para o hospital e a mãe agradeceu a ajuda de Perry Ryan: "Ao início ele não conseguiu entrar porque a porta estava trancada, mas foi bom para mim saber que havia alguém do outro lado da porta. Foi muito útil para mim."

“Quando cheguei em casa, reconheci Perry - ele costuma entregar-nos muitas coisas do eBay e da Amazon", contou a mãe. 

Redação / MJC