«Houve uma deterioração geral ligada a diferentes fatores, com guerras de informação, e ações de grupos não-estatais que agem como déspotas», afirmou à AFP o secretário-geral da organização, Christophe Deloire.