Uma cadeia de supermercados chinesa foi obrigada a pedir desculpas por ter exibido uma tabela de tamanhos de roupa numa das suas lojas, em que referia aos tamanhos maiores como como “podre” e “terrível”.

Uma fotografia da placa em causa, designada como ‘sugestão de tamanhos’, apresentava um gráfico com a altura e (suposto) peso das pessoas: os tamanhos pequenos eram designados de “magricelas”, os tamanhos médios de “bonitos”, enquanto os tamanhos L já referiam as palavras “podre” e “terrível” e os XXL “extremamente terrível”.

Esta tabela foi desenhada para mulheres entre os 18 e os 35 anos.

A CNN diz que não conseguiu verificar a origem da fotografia, nem em que loja estava. Contudo, a RT-Mart pediu sinceras desculpas pelo incidente numa declaração publicada na rede social chinesa Weibo

Depois do incidente, a RT-Mart inspecionou todas as suas lojas e confirmou que este foi um incidente isolado e que a administração ordenou a retirada das tabelas imediatamente”.

Esta polémica reacendeu as críticas de sexismo recorrentes na sociedade chinesa, especialmente no que toca à aparência das mulheres. No mês passado, o presidente chinês, Xi Jinping, apelou, nas Nações Unidas, a uma maior igualdade de direitos e de género.

Lara Ferin