Sílvio Berlusconi continua a surpreender. Agora, por um gesto infeliz durante uma conferência de imprensa conjunta com Vladimir Putin. O político italiano apontou para uma jornalista após uma pergunta feita a Putin sobre um suposto romance, noticia a agência Reuters.

A jornalista russa perguntara a Putin se estava realmente a divorciar-se para poder assumir a relação com a jovem campeã de ginástica rítmica e actual deputada Alina Kabáeva. O clima da conferência de imprensa ficou tenso e o presidente russo ficou visivelmente incomodado, embora tenta referido que só respondia a «perguntas sérias».

Para descontrair o ambiente, eis que surge Berlusconi: olhou para a jornalista russa e, com as mãos, fingiu que disparava uma pistola. Com certeza, não mediu bem os actos, esquecendo-se das acusações feitas ao Governo Russo sobre a perseguição a jornalistas e até a morte de alguns, como aconteceu com Anna Politovskaia.

A Federação Nacional de Imprensa da Itália classificou como «pesada» a brincadeira: «Berlusconi fez sua enésima piada, brincadeiras que, às vezes, fazem rir e que, em outras, são menos divertidas. Às vezes, as brincadeiras podem ser pesadas, sobretudo se for levado em conta que na Rússia, nos últimos dez anos, mais de 200 jornalistas foram assassinados e seus assassinos não foram encontrados», denunciou Franco Siddi, secretário-geral da FNSI.

Siddi também criticou Berlusconi por ter dito a Putin, após a pergunta da jornalista e também em tom de piada, que, se o chefe de Estado quisesse, poderia trocar os jornalistas russos por italianos.
Redação / FC