Moscovo registou, nas últimas 24 horas, 144 mortes por covid-19, o número mais elevado desde o início da pandemia.

Segundo dados oficiais hoje divulgados, em todo o país contabilizaram-se 20.538 novos casos e 599 mortes, para um total de 133.282 óbitos.

O presidente da Câmara de Moscovo, Sergei Sobyanin, citado pela agência France-Presse (AFP), adiantou que perto de 2.000 pessoas são hospitalizadas todos os dias na capital.

Moscovo reintroduziu, nas últimas semanas, medidas restritivas, como o regresso ao teletrabalho ou a vacinação obrigatória para funcionários do setor dos serviços, face ao aumento de pessoas infetadas pela variante Delta.

No sábado, São Petersburgo também registou um recorde de 107 óbitos.

Já hoje, esta cidade contabilizou mais 1.298 casos e 106 mortes.

Na Rússia, 21,2 milhões de pessoas em 146 milhões de habitantes estão vacinados com, pelo menos, uma dose.

/ CM