Alexei Navalny, o principal opositor de Vladimir Putin, surgiu em público pela primeira vez desde que esteve em greve de fome.

O crítico do Kremlin foi ouvido pelo Tribunal de Moscovo, através de videoconferência, enquanto apelava contra a pena que cumpre por ter caluniado um veterano da Segunda Guerra Mundial de 94 anos.

Navalny surgiu visivelmente mais magro e debilitado.

Ontem, levaram-me para bania (uma sauna russa) para ficar com melhor aspeto. Olhei para mim próprio e percebi que estou um esqueleto horrível. Estou em péssima forma física”, diz Alexei Navalny.

 

O opositor do regime russo acabou por ver o recurso rejeitado e condenação reconfirmada.

Alexei Navalny está a acusado de chamar “fantoches corruptos”, “pessoas sem consciências” e “traidores” a um vídeo de um grupo de apoiantes do Kremlin.

Navlany rejeita todas as acusações pelas quais foi condenado e crítica o próprio sistema de justiça da Rússia.

Nuno Mandeiro