Um jovem estudante de 18 anos entrou a disparar, esta segunda-feira, na Universidade de Perm, na Rússia, matando seis pessoas e deixando várias feridas.

O atirador foi ferido pelas autoridades, com imagens do local a mostrarem o jovem a ser assistido no exterior do edifício.

Entre as poucas informações que circulam até agora na imprensa russa, o que se sabe, afinal, sobre este jovem?

Várias fontes indicam que era um estudante de 18 anos desta universidade e há mesmo meios locais que o identificam como Timur Bekmansurov.

Antes do ataque, este jovem publicou nas redes sociais uma foto com uma metralhadora, um capacete e munições

Escreveu ainda uma mensagem nessa conta, que entretanto foi apagada: "Pensei nisto durante muito tempo, já se passaram anos... E percebi que chegou a hora de fazer aquilo com que sempre sonhei."

Segundo o próprio escreveu, nesta mensagem citada pela Reuters, não teve motivos políticos ou religiosos para o ataque, tendo agido por ódio e para se "sentir vivo".

O próprio também indicou que agiu sozinho.

Em maio, um outro jovem atirador entrou a disparar numa escola em Kazan, matando nove pessoas. Depois deste acontecimento, a Rússia aumentou a idade legal para comprar armas de 18 para 21 anos, mas a lei ainda não entrou em vigor.

Segundo o Comité russo de Investigação, o jovem que disparou esta segunda-feira terá adquirido a sua arma precisamente em maio.

Segundo a lei russa, estas armas podem ser compradas para caça, defesa pessoal ou desporto, desde que os seus compradores passem os testes e requisitos necessários.

Catarina Pereira