A União Europeia considera que a aprovação pela China da lei de segurança nacional de Hong Kong não está em conformidade com o princípio ‘um país, dois sistemas’, disse esta sexta-feira à Lusa o ministro dos Negócios Estrangeiros português.

“A posição que a UE hoje assumiu é de que essa decisão chinesa não está conforme com a lei básica de Hong Kong, com os termos que foram negociados para a transferência da administração britânica de Hong Kong para a chinesa”, disse Augusto Santos Silva, que falava à Lusa após a reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros da UE que se realizou hoje, por videoconferência.

A nosso ver, a Assembleia do Povo põe em risco o princípio ‘um país, dois sistemas’ e, portanto, a autonomia elevada que Hong Kong deve ter no quadro institucional chinês”, acrescentou.

/ RL