Foi registado na Alemanha, esta segunda-feira, o primeiro caso de coronavírus do país. A notícia é avançada pelo jornal alemão Der Spiegel, que cita o ministério da saúde alemão.

Depois de França, a Alemanha torna-se o segundo país europeu a detatar um contágio do novo tipo de pneumonia viral.

O homem reside no distrito de Starnberg, na Baviera, e de acordo com a Secretaria de Saúde e Segurança Alimentar alemã, o doente está estável.

O paciente "está a ser monitorizado clinicamente e está isolado", anunciaram as autoridades nesta segunda-feira à noite. As pessoas que tiveram contacto próximo com o homem serão informadas e aconselhadas sobre possíveis sintomas, medidas de higiene e rotas de transmissão.

"O risco da população da Baviera ser infetada com o novo coronavírus é atualmente considerado baixo", avançou o porta-voz do ministério da saúde alemão.

As autoridades alemãs agendaram para terça-feira uma conferência de imprensa com pormenores.

O vírus foi inicialmente detetado no mês passado num mercado de mariscos nos subúrbios de Wuhan, que é também um importante centro de transporte doméstico e internacional.

A doença foi identificada como um novo tipo de coronavírus, semelhante à pneumonia atípica, ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que entre 2002 e 2003 matou 650 pessoas na China continental e em Hong Kong.

Casos de coronavírus foram, entretanto, detetados nos Estados Unidos, França, Canadá, Austrália, Singapura, Malásia, Tailândia, Japão, Vietname, Coreia do Sul e Nepal.

Os sintomas associados à infeção causada pelo coronavírus com o nome provisório de 2019-nCoV são mais intensos do que uma gripe e incluem febre, dor, mal-estar geral e dificuldades respiratórias, como falta de ar.

/ RL