O Governo sérvio decidiu esta segunda-feira doar um milhão de euros para a reconstrução da catedral de Notre-Dame em Paris, após o incêndio em 15 de abril, uma decisão que "confirma a amizade centenária com o povo francês".

Belgrado "expressa o desejo de que este símbolo da civilização francesa e do mundo seja reconstruído o mais rápido possível e que este templo da cultura seja reaberto aos seus futuros admiradores", indicou o Governo da Sérvia, em comunicado.

No rescaldo do incêndio que devastou a catedral de Notre-Dame, o Presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, manifestou o seu apoio à França afirmando que "todos os cidadãos da Sérvia estão tristes" e estão com os seus "amigos franceses".

A catedral encontrava-se em obras de restauro no seu exterior quando, em 15 de abril, deflagrou um violento incêndio que demorou cerca de 15 horas a ser extinto. As chamas destruíram o pináculo e uma grande parte do telhado, além de parte do acervo artístico no interior.

A Procuradoria de Paris disse que os investigadores estavam a considerar o incêndio como um acidente.

A tragédia de Notre-Dame gerou mensagens de pesar e de solidariedade de chefes de Estado e de Governo de vários países, incluindo Portugal, bem como do Vaticano e da ONU.