Dois adolescentes de 17 anos foram detidos na segunda-feira, acusados de matar 14 cangurus numa cidade costeira a sul de Sidney, na Austrália. 

Os animais foram encontrados mortos, no sábado passado, pelos locais, em duas estradas diferentes em Batemans Bay, o que motivou uma investigação policial.

Segundo a polícia de Nova Gales do Sul, os cangurus terão sido atropelados por um automóvel. Três dos animais ainda eram bebés, tendo um deles conseguido sobreviver com alguns ferimentos.

A organização de resgate animal WIRES tratou do "único canguru sobrevivente", ao qual deu o nome de Hope (esperança).

Isto deixou uma marca indelével nos nossos voluntários e residentes", escreveu a organização,na rede social Twitter.

 

Hope chegou à organização “praticamente sem vida” e agora está a recuperar “incrivelmente bem”.

Os jovens foram entretanto libertados e deverão comparecer em tribunal no dia 22 de novembro.

A polícia australiana não forneceu qualquer informação sobre a motivação dos acusados.

De acordo com a BBC, em média, cerca de 50 mil queixas de crueldade contra animais são investigadas todos os anos na Austrália pela organização de prevenção da crueldade animal, a RSPCA.

Redação / IC