quinta-feira

“Isso é prejudicial, ilegal e será uma forma de apoiar o terrorismo (a espalhar-se), como aconteceu desde o início da intervenção da coligação há um ano, ou mais, atrás", declarou Bashar Al-Assad numa entrevista publicada hoje pelo jornal, referindo-se aos bombardeamentos autorizados na quarta-feira pelo parlamento britânico.




aprovaram