Gena Laielli, 37 anos, bateu o recorde do mundo, ao fazer 5332 burpees em 12 horas. A mulher entrou no livro do Guinness, mas não era esse o seu maior objetivo. 

Natural de Nova Jérsia, a recordista alcançou este feito em nome da filha Emma, de seis anos, que nasceu com uma malformação chamada onfalocele, que consistia num hérnia umbilical e fazia com que todos os seus órgãos "ficassem fora da barriga através do umbigo".

Gena descobriu a malformação na 13.ª semana de gestação. Disseram-lhe, na altura que "tivesse esperança no melhor, mas esperasse o pior" daquela gravidez e colocaram, inclusive, em cima da mesa o cenário de aborto. 

Contra todas as expectativas, Emma nasceu em junho de 2013 depois de uma gravidez de risco, que implicou mesmo repouso absoluto. Após o nascimento, a menina ficou internada nos cuidados intensivos neonatais do Hospital Pediátrico da Filadélfia.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

This Saturday we will be holding this event at the gym... you do not have to burpee at all but please come and support with raising awareness for Omphaloceles and Pancreatic cancer and along with cheering everyone on including myself as I demolish the Guinness world record for most chest to ground burpees in 12 hours There will be food... but don’t just come for that 😂 A TON of gift baskets to be given away And just the support of the fitfam is priceless!! How could you say no to this face below... she’s a fighter! You all love her now come and show it face to face and help raise awareness! #omphalocele #fitness #burpees #iloveburpees #motivate #support #fundraiser #genfitness #exit30 #somerspoint #southjersey #jerseyshore #fit #doac #atlanticcounty

Uma publicação partilhada por Gena (@genfit_ness) a

Ao fim de nove meses, teve alta, mas a necessitar de cuidados muito específicos. Estava ligada a um ventilador e tinha uma traqueotomia. Gena não se podia afastar da filha durante muito tempo e, por isso, decidiu construir um ginásio no quintal de casa, para poder voltar a fazer exercício físico. 

Emma cresceu, foi submetida a seis cirurgias. Os médicos dizem agora que pode ter uma vida normal e saudável. No dia 11 de janeiro, terminou, ao lado da mãe a "maratona" de burpees. Nos últimos 10 minutos a menina acompanhou a mãe no exercício. 

 

Todos os anos, Gena organiza no seu ginásio caseiro um evento para assinalar o Mês da Conscencialização da Onfalocele. Este ano, , quis bater o recorde do mundo e teve o evento fiscalizado por representantes do Livro do Guinness. Mas a maratona de burpees serviu também para angariar dinheiro para o hospital que cuidou da filha, nos primeiros meses de vida, na Filadélfia. 

Ao vê-la a fazer burpees, recordei tudo o que ela teve de passar… e ela faz burpees como se não custasse, aquele cenário fez o meu dia”, confessou Gena ao Good Morning America.

Confirmado já pelo Guinness, Gena Laielli foi a mulher que fez mais burpees em 12 horas, tendo ultrapassado a australiana Eva Clark, que tinha feito 4785 burpees.