Os rebeldes huthis impediram o secretário-geral adjunto para os Assuntos Humanitários da ONU, Stephen O’Brien, de entrar na cidade de Taiz, no sudoeste do Iémen, cercada há dois anos por extremistas e seus aliados.

Os huthis detiveram o comboio de O’Brien no acesso ocidental da cidade, localizada a 250 quilómetros no sudoeste da capital Sana, segundo disseram à agência de notícias EFE testemunhas e fontes diplomáticas do Governo do Presidente Abdo Rabu Mansur Hadi.

Taiz, a terceira maior cidade do país e controlada pelas forças leais a Hadi, é cenário de violentos combates há mais de dois anos, como consequência das tentativas dos rebeldes huthis de a dominar.

O`Brien chegou na segunda-feira a Sana, depois de visitar a cidade de Aden, sede do Governo de Hadi, o único reconhecido pela comunidade internacional.

A guerra no Iémen voltou a ganhar dimensão a partir de março de 2015, quando a coligação militar integrada por países sunitas, apoiados pelos Estados Unidos, interveio diretamente no conflito a favor das forças leais ao Presidente Hadi.

/ AM