O dono de um restaurante vegetariano em Banguecoque, na Tailândia, tentou ocultar um homicídio, servindo partes do corpo da vítima aos seus clientes.

Os clientes do Lat Krabang ficaram chocados quando encontraram pedaços de carne nos pratos que pediram. Acreditavam que a carne seria de porco ou de frango e, por isso, fizeram queixa às autoridades locais.

Quando a polícia chegou ao restaurante encontrou sangue na cozinha e pedaços de carne no chão. As análises realizadas confirmaram que se tratava de carne humana.

De acordo, ainda, com o portal Asia One, o corpo de um homem em decomposição foi encontrado na fossa séptica do restaurante.

Segundo as autoridades, a vítima foi já identificada. Trata-se de um homem de 61 anos, cliente habitual do estabelecimento.

A imprensa local adianta que o suspeito e a vítima foram vistos a discutir. Prasit Inpathom foi visto pela última vez no restaurante a 21 de outubro, com o irmão.

A vítima foi atingida na cabeça com um objeto pesado e esfaqueada várias vezes no estômago e nas pernas. 

O dono do restaurante abandonou o local depois de os clientes chamarem as autoridades e está em fuga desde então.