O desespero, as lágrimas e o discurso comovente de uma rapariga afegã estão a tornar-se símbolo da vitória dos talibãs no Afeganistão.

O vídeo da jovem foi colocado na rede social Twitter, por Masih Alinejad, um jornalista e ativista iraniano.

Não contamos porque nascemos no Afeganistão. Não posso deixar de chorar. Ninguém quer saber de nós. Vamos morrer lentamente na história", expressou, em lágrimas, a rapariga, no vídeo.

No Twitter, são centenas os comentários de compaixão com a situação partilhada pela jovem: "O que está a acontecer no Afeganistão é uma das maiores tragédias que o mundo enfrenta neste momento""é arrepiante ver esta rapariga afegã desesperada a chorar", "a crueldade brutal que este regime fará é insuportável, como pode o resto do mundo permitir que isto aconteça".

O mullah Baradar Akhund, chefe do gabinete político dos rebeldes no Qatar, anunciou o fim da guerra no Afeganistão, com a vitória dos insurgentes, após a fuga no domingo do Presidente Ashraf Ghani e a captura de Cabul.

Os talibãs tomaram o controlo de Cabul no domingo, depois de terem entrado na capital sem encontrar resistência, com quase todas as províncias debaixo do seu domínio.

Os meios de comunicação locais relataram imagens dramáticas de milhares de pessoas no aeroporto de Cabul tentando fugir do país, apesar do cancelamento da maioria dos voos comerciais e das restrições.

Pelo menos sete pessoas morreram no aeroporto de Cabul, quando milhares de afegãos tentam entrar à força nos aviões para fugir do país.

VEJA TAMBÉM:

O QUE SE ESTÁ A PASSAR NO AFEGANISTÃO? QUEM SÃO OS TALIBÃS?

TALIBÃS DECLARAM VITÓRIA E FIM DA GUERRA NO AFEGANISTÃO

QUATRO PORTUGUESES NO AEROPORTO DE CABUL À ESPERA DE SAIR DO AFEGANISTÃO

Redação / IC