Uma tempestade de relâmpagos fez, nesta quinta-feira, quatro mortos na Polónia e um na Eslováquia. Uma das vítimas mortais é um adolescente de 13 anos e há ainda registo de, pelo menos, 25 feridos, três em estado grave.

A tempestade ocorreu perto das montanhas Tatra, que ficam na zona sul da Polónia, junto à fronteira com a Eslováquia. Mais de 20 turistas encontravam-se na zona montanhosa de Giewont.

Sabe-se já que a vítima mortal na Eslováquia era um turista checo.

As quatro mortes foram confirmadas pela porta-voz da região, Joanna Pazdzio, que informou que um gabinete de crise foi instalado por volta das 17:30 locais (16:30 em Lisboa). A responsável avançou ainda que está em curso uma intensa operação de resgate. Pelo menos 15 feridos foram transportados para o hospital de Zakopane.

O governo polaco também já enviou um representante para a região, segundo informou um secretário de Estado na chancelaria do primeiro-ministro da Polónia. A Piotr Cwik vai juntar-se o chefe do governo polaco, Mateusz Morawiecki.

Um dos responsáveis das equipas de resgate, Jan Krzysztof, confirmou à imprensa que as vítimas estão espalhadas por várias zonas das montanhas.

Alguns populares partilharam imagens do estado do tempo pouco antes de a tragédia ser conhecida.

No local, cerca de 100 polícias protegem as ações das equipas de salvamento, ao mesmo tempo que arranjam espaço para a movimentação dos veículos de emergência.

  
/ AG