O ciclone Fani atingiu esta sexta-feira a Índia oriental como uma tempestade de 5.º grau, com ventos que chegaram aos 205 quilómetros por hora, e obrigou as autoridades indianas a retiraram cerca de 1,2 milhões de pessoas.

O Departamento de Metodologia da Índia diz que o ciclone "extremamente severo" atingiu o estado costeiro de Odisha, na Baía de Bengala, por volta das 08:00 (03:30 em Lisboa).

A Força Nacional de Resposta a Desastres da Índia diz que cerca de 1,2 milhões de pessoas foram retiradas das zonas baixas de Odisha e abrigadas em cerca de 4.000 abrigos.

O Comissário Especial de Socorro de Odisha, Bishnupada Sethi, apontou que as comunicações foram interrompidas em algumas áreas, mas nenhuma morte ou ferimentos foram ainda relatados.

O ciclone Fani é a tempestade mais violenta desde 1999, quando um ciclone matou cerca de 10 mil pessoas e devastou grande parte de Odisha.

Em outubro do ano passado, a passagem do ciclone Titli provocou a morte a 60 pessoas no estado de Odisha.