A polícia de contraterrorismo da Indonésia deteve na sexta-feira um homem suspeito de liderar um grupo ligado à Al-Qaeda. Abu Rusdan está ligado a vários atentados com recurso a bombas que aconteceram naquele país.

O homem foi detido em Bekasi, perto da capital Jacarta, em conjunto com outros três membros da Jemaah Islamiyah, segundo informações prestadas por Ahmad Ramadhan, porta-voz da polícia.

Ele é conhecido por ser ativo na liderança do grupo Jemaah Islamiyah", confirmou o agente à Associated Press.

As autoridades indonésias consideram Abu Rusdan como a figura central daquele grupo, considerado pelos Estados Unidos como terrorista. Entre os vários ataques levados a cabo pelo grupo está um atentado num resorte de Bali, em 2002, onde morreram 202 pessoas, a maioria turistas.

As detenções surgiram na sequência de uma megaoperação nacional, sendo que a polícia procura ainda outros suspeitos, pensando-se que o grupo estaria a recrutar e a treinar novos membros na Indonésia.

Nascido na cidade de Java, Abu Rusdan foi condenado em 2003 por encobrir Ali Ghufron, um militante ligado aos ataques em Bali.

António Guimarães