Portugal mantém o seu grau de ameaça moderado, apesar dos últimos atentados na Europa, informou esta terça-feira a secretária-geral do Sistema de Segurança Interna.

“Todas as forças e serviços de segurança que integram a Unidade de Coordenação Antiterrorismo estão a trabalhar em completa articulação e a acompanhar os últimos acontecimentos registados na Europa, mantendo contacto com as suas congéneres e recolhendo todos os dados necessários à sua avaliação”, refere num comunicado emitido esta terça-feira.

A secretária-geral do Sistema de Segurança Interna, Helena Fazenda, adianta que "Portugal não alterou o grau de ameaça, mantendo-se moderado”.

Na segunda-feira, o embaixador russo na Turquia foi assassinado enquanto estava a discursar, no âmbito de uma exposição de fotografia. Um homem disparou contra o embaixador, que não resistiu aos ferimentos de bala.

Em Berlim, na Alemanha, pelo menos 12 pessoas morreram e 48 ficaram feridas quando um camião entrou, na segunda-feira à noite, por um mercado de Natal no centro da cidade.

Também na segunda-feira, um homem armado feriu pelo menos três pessoas perto de um centro islâmico em Zurique, na Suíça.

Redação / AR