Os serviços secretos russos (Serviço Federal de Segurança - FSB, antigo KGB) detiveram, nesta quinta-feira, um cidadão nacional que planeava um ataque terrorista num local movimentado de Moscovo, indicou aquela entidade em comunicado.

Segundo a agência Interfax, o detido, presumivelmente treinado por terroristas sírios, tencionava fazer deflagrar um engenho explosivo caseiro num local “de grande afluência de público”.

O FSB encontrou elementos de uma bomba caseira no esconderijo utilizado pelo presumível terrorista, onde também apreenderam os meios que o homem utilizava para comunicar com “membros de grupos terroristas da Síria”.

As autoridades instauraram um processo criminal para esclarecer todas as circunstâncias do crime e recusaram divulgar o nome do detido, para não obstruir a investigação.

Trata-se do segundo atentado frustrado em Moscovo este mês, já que o FSB informou, a 1 de julho, da detenção de um membro do grupo jihadista Estado Islâmico (EI), que pretendia atacar os habitantes da capital russa com uma arma.

Simultaneamente, na região de Astracã, no sul do país, foi detido o presumível cúmplice do terrorista de Moscovo, que também planeava realizar um ataque contra a população local, utilizando armas brancas e de fogo.

/ CM