Tessa Hansen-Smith vive com uma alergia rara e bastante incomodativa. Esta jovem, de 21 anos, tem urticária aquagénica, uma condição que a faz ter reações alérgicas sempre que entra em contacto com água.

Como tal, esta rapariga desenvolve alergias quando é exposta, não só à água, mas também a lágrimas, suor ou até à saliva.

A jovem, natural da Califórnia, Estados Unidos, foi diagnosticada com esta doença aos 10 anos, e desde então que teve de aprender a moldar os seus hábitos.

É uma condição verdadeiramente difícil, uma vez que sou alérgica às minhas próprias lágrimas, saliva e até suor", explica a jovem no Instagram.

Algumas das consequências desta doença impedem Tessa Hansen-Smith de tomar banho com frequência, sendo ainda obrigada a dormir enrolada num saco de plástico, para impedir a produção de suor. Com efeito, a rapariga toma banho apenas duas vezes por mês, como a própria revelou no seu Instagram pessoal.

É precisamente através desta rede social que a norte-americana faz constantes atualizações de saúde, ao mesmo tempo que vai contando como ultrapassa os diferentes problemas que se lhe colocam. Uma das consequências mais graves é a forte desidratação, o que a leva às urgências hospitalares com frequência.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Having an invisible disability can come with a lot of challenges. Recently I’ve been looking into getting different services for people with disabilities that could actually truly benefit my daily life. It’s already a hard thing to accept that you might need extra help, and it’s another to actually seek out that help. One woman I was speaking to straight up accused me of faking and asked if I was “actually disabled” or just trying to get added benefits. I don’t care if someone has a visible or invisible disability, if someone is trying to find a way to make their life even slightly better you don’t accuse them of faking their hardships. Rashes and hives are a visible part of my disability, but if I’m taking precautions each day I don’t always have them. One thing that’s always constant is dehydration. Look at your own hand right now, it’s probably puffy with very few lines. This picture of my hand is completely unfiltered. I show this to people as a way of convincing them I am allergic to water, even when I’m drinking gallons of milk a day my body just simply won’t hold onto the water that well. Those deep lines and discoloration serve as a reminder to myself on bad days, I know I’m not faking my hardships, I know I struggle, but I also know I can thrive. #aquagenicurticaria #invisibledisability

A post shared by Tessa (@livingwaterless) on

Mas os problemas não se ficam por aqui. Como se sabe, quase todos os alimentos têm água na sua composição, o que também se traduz numa dificuldade para Tessa Hansen-Smith.

Sinto muita fadiga muscular e até náuseas. O mal-estar também é causado quando como algo que tenha muita água, como algumas frutas ou vegetais", refere.

Esta é uma doença verdadeiramente rara, o que leva a medicina a estar em constante estudo. Segundo o Centro de Informações de Genética e Doenças Raras (em inglês GARD) do governo norte-americano, não existe, ainda, uma causa que esteja diretamente relacionada com o aparecimento desta alergia.

Contudo, o GARD refere que estas erupções cutâneas podem ser tratadas como outras alergias comuns, podendo recorrer a anti-histamínicos e a cremes hidratantes para menorizar os efeitos da alergia.

/ AG