O governo britânico anunciou, esta segunda-feira, a compra de milhões de testes que podem detetar a presença do SARS-CoV-2 e outros vírus em menos de 90 minutos. 

De acordo com o Departamento da Saúde do Reino Unido, tratam-se de dois testes distintos ao coronavírus, capazes de verificar a presença de outros vírus comuns durante o outono, inverno e primavera. 

Estamos a usar as tecnologias mais inovadoras disponíveis para combater o coronavírus. Milhões de novos testes rápidos vão fornecer resultados no local em menos de 90 minutos, ajudando-nos, assim, a romper rapidamente com as cadeias de transmissão", disse o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock

A distribuição vai ser feita a partir da próxima semana em hospitais, lares e laboratórios. 

Os especialistas consideram importante e útil existir um mecanismo que consiga diferenciar os vários vírus que circulam nos meses de inverno, e que provocam doenças semelhantes a uma gripe, uma vez que isso facilita o isolamento de doentes. 

Um dos testes, realizado através das máquinas "Nudgebox", vai analisar o ADN através de zaragatoas nasofaríngeas e o resultado positivo ou negativo à Covid-19 surge ao final de 90 minutos. O outro vai examinar zaragatoas e ainda amostras de saliva. O resultado demora entre 60 a 90 minutos. 

O Reino Unido registou, esta segunda-feira, mais 938 novas infeções de Covid-19 em 24 horas e nove mortes nos hospitais, residências e lares.

No total, foram confirmadas 305.623 infeções e 46.210 mortes no país desde o início da pandemia, de acordo com os dados oficiais do Ministério da Saúde.

Cláudia Évora