A primeira-ministra britânica, Theresa May, apelou hoje à unidade no partido Conservador em redor do 'Brexit', defendendo a necessidade de obter um acordo que defenda os interesses do Reino Unido.

"Aqueles que respeitam o resultado [do referendo de 2016], independentemente do lado em que estavam há dois anos, precisam de se unir agora. Se não o fizermos e seguirmos em direções diferentes em busca das nossas próprias ideias de um 'Brexit' perfeito, arriscamos a não ter qualquer 'Brexit'", alertou, no discurso de encerramento do congresso do partido.

May afirmou que o governo britânico está a entrar na "fase mais difícil das negociações" com Bruxelas e admitiu que a proposta que fez "é bastante complicada para a UE".

"Mas se continuarmos unidos e mantivermos a calma, eu sei que vamos conseguir um acordo favorável ao Reino Unido", salientou.