Mais de 90 monges tibetanos foram presos ou se entregaram à polícia, numa cidade do noroeste da China, após um ataque a um posto policial por uma centena de pessoas, refere a agência Nova China, citada pela Lusa.

A agência oficial chinesa revela que «a polícia prendeu seis pessoas que participaram no ataque e 89 entregaram-se»

«Dos 95 detidos, todos menos dois são monges do mosteiro de Rabgya», situado ao lado da cidade onde se verificou o ataque.
Redação / AV