O autor do tiroteio que fez 12 vítimas mortais esta quarta-feira na Califórnia foi identificado pelas autoridades: trata-se de Ian David Long, um homem de 28 anos, veterano dos Fuzileiros Navais norte-americanos.

A identificação foi revelada esta quinta-feira pelo porta-voz da polícia do condado de Ventura, o xerife Geoff Dean.

O mesmo responsável disse que Ian David Long serviu os fuzileiros norte-americanos entre agosto de 2008 e março de 2013.

Ainda segundo o xerife Geoff Dean, as autoridades foram chamadas a casa de Long em abril por causa de distúrbios.

Ele estava zangado, a agir de forma irracional”, explicou o polícia.

Na altura, porém, especialistas em saúde mental não consideraram que houvesse motivos para deter o antigo marine.

Long usou uma pistola Glock de calibre 45 e suicidou-se dentro do bar. 

Os investigadores acreditam que o homem chegou ao bar de carro, disparou sobre um segurança que estava à porta do estabelecimento e entrou. O homem disparou sobre outros seguranças e empregados e, já no interior do bar, abriu fogo indiscriminadamente.

Recorde-se que doze pessoas foram mortas na sequência do tiroteio no Borderline Bar & Grill, na localidade de Thousand Oaks, a 65 quilómetros de Los Angeles.

Entre as vítimas mortais há um polícia, que terá sido o primeiro a responder ao incidente.

O bar, dedicado à música country, localiza-se perto da Universidade Luterana, numa zona que é frequentada por muitos estudantes. Na altura em que começaram os disparos, por volta das 23:00 (hora local) estavam cerca de 200 pessoas dentro do bar.