Um disparo acidental de um sniper durante o discurso do presidente francês em Villognon, Charente, no sudoeste do país, na inauguração da linha de grande velocidade (LGV) Paris-Bordéus, fez dois feridos ligeiros. O tiro foi ouvido durante a cerimónia e François Hollande reagiu de imediato.

Espero que não tinha sido nada de grave", disse.

 

O tiro foi disparado por um atirador da unidade especial de proteção da polícia de Poitiers, que estava posicionado num telhado a cerca de 100 metros do local onde decorreu a cerimónia. Durante uma mudança de posição, a arma, que tinha a patilha de segurança mal encaixada, disparou.

Um empregado de hotel e um funcionário da empresa responsável pela manutenção e exploração da LGV, que se encontravam na zona de cocktail, foram atingidos nas pernas, de acordo com fonte policial citada pela agência Reuters.

Após o discurso, Hollande falou com os feridos para se inteirar da sua situação.

As vítimas sofreram apenas ferimentos ligeiros, confirmou o chefe da polícia da região de Charente, Pierre N'Gahane.