Os mais de 106.000 habitantes de Tonga, uma pequena nação insular do Pacífico, começarão um confinamento de uma semana a partir da meia-noite de hoje, o primeiro imposto desde o início da pandemia.

O encerramento durará até à próxima segunda-feira, disse o Ministério da Saúde.

A medida foi ordenada depois de ter sido confirmado na sexta-feira que uma pessoa vacinada que chegou a Tonga há mais de uma semana proveniente da Nova Zelândia num voo de repatriamento com 215 passageiros deu positivo para covid-19 enquanto estava em quarentena numa instalação de quarentena.

Esta é a primeira infeção nesta pequena nação insular polinésia, que até agora era um dos poucos lugares no mundo livre do coronavírus.

Embora não tenham sido relatadas infeções locais, milhares de pessoas recorreram a centros de vacinação para receberem doses adquiridas com a ajuda da cooperação internacional, de acordo com o portal de notícias online Matangi Tonga Matangi Tonga.

Dados do portal Our World In Data mostram que cerca de 31% da população recebeu as duas doses da vacina covid-19 neste arquipélago de cerca de 170 pequenas ilhas espalhadas ao longo de 800 quilómetros na Polinésia.

Após a propagação da covid-19, Tonga declarou o estado de emergência e fechou as suas fronteiras internacionais a estrangeiros para evitar que a sua população, muitos com problemas de saúde subjacentes, contraísse o vírus, bem uma quarentena de 14 dias para os retornados.

/ PP