Confrontos entre a Exército e traficantes fizeram, este sábado, 24 mortos, no México. O último incidente fez 11 mortos e ocorreu quando os militares faziam uma revista em uma casa do centro da cidade, na zona norte de Guerrero, que quase diariamente é assolada por violência de gangs de traficantes de droga.

O director da polícia de Guerrero, citado pela AFP, conta que os militares «foram recebidos a tiros, e por isso os soldados responderam, ocorrendo o confronto».

O incidente aumentou para 24 o número de mortos no México só este sábado. Um pouco antes, foram assassinados cinco polícias e oito civis, quatro deles decapitados, no porto de Acapulco.