Um espanhol aceitou esta quarta-feira cumprir quatro anos de prisão por homicídio negligente, depois de ter estrangulado uma mulher até à morte durante um jogo sexual numa casa em Madrid. À pena somam-se mais quatro anos por furto, o que dá um total de oito anos de cadeia.

Na noite do dia 11 de Março de 2018, Israel combinou através das redes sociais, a troco de dinheiro, um encontro com a vítima, uma mulher de 42 anos. Os dois encontraram-se na casa dela, num bairro da capital espanhola.

De acordo com a acusação, o homem agarrou a mulher pelo pescoço, estrangulando-a até à morte. Antes de abandonar o corpo, roubou ainda a carteira e dois telemóveis da vítima. Ela viria a ser encontrada sem roupa, na cama, no dia seguinte. 

O Ministério Público pedia inicialmente uma pena de 17 anos de prisão. No entanto, defesa e acusação acordaram reduzir a pena por homicídio para quatro anos, com base no facto de a morte ter sido alegadamente acidental porque o jogo sexual tinha sido consentido. Israel foi ainda condenado a mais quatro anos de prisão por furto violento e a pagar uma indemnização de 350 mil euros à famíla da vítima.

/ JF