A agência meteorológica japonesa advertiu para o risco elevado - uma probabilidade de 70 por cento ¿ de, até à próxima quarta-feira, ocorrer um novo terramoto no país de magnitude 7 ou superior.

«Existe um risco de 70 por cento de ser registada uma réplica [do sismo de sexta-feira] de magnitude 7 ou mais» nos próximos três dias, até 16 de Março de manhã, disse o director da previsão sísmica da agência, Takashi Yokota, citado pela Lusa.

Depois de 16 de Março, a probabilidade vai descendo gradualmente, passando para 50 por cento entre 16 e 18 de Março.

As réplicas, com magnitudes entre dois e quase sete, têm sido incessantes desde sexta-feira, data do primeiro sismo registado ao largo das costas nordeste e de magnitude 8,9 segundo o Instituto de geofísica norte-americano (USGS).

A agência meteorológica japonesa, cujos instrumentos de medida tinham avaliado esta magnitude em 8,8 inicialmente, elevou este domingo a intensidade do sismo inicial para 9,0.